Tossir de forma deliberada pode findar em expulsão

Um jogador que tossir de forma voluntária em um rival, ou no árbitro, durante uma partida poderá ser punido com um cartão vermelho, anunciou a International Board (Ifab) que é responsável pelas regras do futebol.

Mesmo no futebol profissional, onde os jogadores são submetidos a testes com regularidade e, por isso, existe menor risco de contágio por COVID-19, a Ifab indicou que o árbitro poderá decidir que se trata de um gesto perigoso ou insultante.

"Assim como acontece em todas as violações do regulamento, o árbitro deverá julgar qual é a natureza real desta violação", explicou a International Board.

"Se for claramente acidental, o árbitro não poderá agir, assim como se a tosse acontecer a uma distância suficiente de qualquer outro jogador", acrescenta a entidade.

A Federação Inglesa de Futebol anunciou que a medida será aplicada em nível amador, com vigência imediata.

Mas a entidade abriu a porta para uma simples penalidade por "atitude antidesportiva", se o incidente não for grave o suficiente para justificar a expulsão.

Com informações da AFP

Foto Divulgação

Em nova regra, o atleta tossir de propósito pode ser expulso