Diá acusa América de treinar ‘há 45 dias’; Leonardo promete interpelá-lo judicialmente

July 7, 2020

O técnico do ABC, Francisco Diá, afirmou que o América treinou durante a pandemia, desrespeitando o decreto de isolamento social determinado pelas entidades sanitárias do Rio Grande do Norte. O treinador do alvinegro de Natal garantiu ter provas que sustentam a sua afirmação. Por sua vez, o presidente do América, Leonardo Bezerra, ameaçou levar o caso adiante, para que o técnico do time rival preste esclarecimentos na Justiça, ou até mesmo com multa indenizatória caso não apresente as provas.

 

A polêmica surgiu durante o programa “Tocando a Bola”, da 98 FM de Natal, na noite desta segunda-feira, 6. Ao explicar sobre uma atividade física realizada pelo ABC na manhã de segunda-feira, utilizando um pequeno grupo de atletas, o que não pode diante das medidas restritas, Diá acabou atacando o rival.

 

“O América treina há 45 dias em Natal e ninguém deu conta. Inclusive temos imagens do América treinando e não soltamos (divulgação dos fatos)”, afirmou ele, garantindo que esses treinos ocorreram na praia e no CT do clube rival.

 

Mostrando que sua queixa tem fundamento, o técnico abecedista informou que o time americano fez um jogo-treino no final de semana apenas três dias após ter iniciado a intertemporada no Centro de Treinamento do Retrô/PE. O pouco tempo da retomada dos trabalhos para realização de um amistoso, para Diá, isso não se justifica, insinuando que o rival realmente vinha se preparando há semanas.

 

“A prova é que eles treinam há 45 dias porque durante uma pré-temporada, eu não vou fazer um jogo-treino com três ou quatro dias depois, porque não tem mágica; você entra primeiro na parte física para depois introduzir a parte técnica e tática”, argumentou o treinador, asseverando ainda que o América “escondeu” o amistoso que fez contra o Retrô para não ter problema.

 

“Eles fizeram contratações e fomos a Recife conferir...houve o jogo treino do América, onde ele empatou por 0x0 no primeiro tempo, e perdeu no segundo por 2x0, e não foi divulgado. Mas temos prova que isso aconteceu, tínhamos gente lá, temos escalação dos dois times, o adversário...”, disse.

 

Na volta do Campeonato Estadual, cuja data ainda está indefinida, o América é o principal concorrente que pode impedir o título do ABC, o que explica o trabalho de “espionagem” do treinador. Vale lembrar que o ABC venceu o 1º turno e vinha liderando segundo até a paralisação da competição por conta da pandemia de Covid-19.

 

Sobre o descumprimento do ABC por ter feito um treino no seu CT, mesmo utilizando um grupo pequeno de jogador, Francisco Diá entende que nada demais aconteceu.

 

“Saíram (atletas) da transição e foram fazer um trabalho com o nosso fisiologista. Não houve treino. A policia esteve lá e não constatou isso”, explicou ele para, em seguida, admitir o erro do meia Jaílson em uma outra situação, por ter postado uma foto na rede social, participando junto com alguns companheiros de uma atividade dentro do CT do clube, sem respeitar o isolamento social.

 

“O ABC se apresentou há dois dias para fazer os seus exames, sem a presença da comissão técnica, apenas um ou dois jogadores fazendo um futevôlei, ai ‘caiu um raio’ na cabeça do ABC por conta disso. Jailson errou por ter divulgado aquilo, porque se não tem divulgado, isso não teria acontecido”.

 

VAI INTERPELAR

 

Na mesma edição do programa, o presidente do América, Leonardo Bezerra, participou para ser ouvido sobre a denúncia de Francisco Diá. O dirigente americano negou que o seu time estivesse treinando antes da ida à Pernambuco e afirmou que vai interpelar judicialmente o treinador abecedista.

 

“Estou vendo com o Jurídico e, infelizmente vamos interpelar o professor Diá para que ele prove que o América está treinando há 45 dias. Isso é muito grave, o América não costuma desacatar decretos governamentais, o América cumpre a lei, tanto que estamos gastando rios de dinheiro lá em Pernambuco para o time possa treinar. Graças à Deus, nossa torcida é fiel e nos ajudou bastante para cobrir parte dos custos, mas acho que a outra parte vai ser custeada por Diá”, disse ele se referindo a uma possível ação indenizatória contra Diá.

 

“Quem acusa tem que ter o ônus da prova, então ele vai ter que provar”.

 

 

                                                                                                                                                                      Foto Luciano Marcos

                                   Técnico do ABC, Francisco Diá, atacou o rival durante o programa “Tocando a Bola”, da 98 FM

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário