Roberto Fernandes revela preocupação por demora

June 24, 2020

O técnico do América de Natal, Roberto Fernandes, está preocupado com o impedimento para a retomada do futebol potiguar. Segundo ele, o problema não é com os adversários aqui do estado, pois todos estão parados, vivendo a mesma situação, mas sim com os oponentes que o América terá pela frente na Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro.

 

Enquanto o time americano aguarda a autorização das entidades sanitárias do RN para voltar aos treinos, esses adversários já vêm treinando, o que pode se configurar em vantagem, o que justifica a insatisfação do treinador. 

 

“Se foca muito no Estadual, mas a questão no Estadual é que estamos todos no mesmo banco, todos estão parados, e sem uma definição para voltar, até aí tudo bem. Só que o Brasil não vai parar para esperar o Rio Grande do Norte e, com isso competições como a Copa do Nordeste, que já tem praticamente data definida para voltar em julho, e o campeonato brasileiro que vai iniciar, segundo a CBF, em agosto, estarão acontecendo. Ai onde entra a minha briga, porque na hora de parar parou todos, mas na hora de voltar, uns estão voltando e outros não. Depois de 90 dias de inatividade, quem tiver duas, três ou quatro semanas de trabalho a mais do que uma outra equipe, vai levar uma vantagem absurda. Essa é a minha insatisfação”, disse ele durante programa de esportes da 98 FM, de Natal.

 

Ele lembra que o Juventude/RS, adversário que o América decidirá uma classificação na Copa do Brasil que valerá R$ 2 milhões, já voltou a ativa, da mesma forma outras equipes que o alvirrubro de Natal poderá encontrá-las na Série D do Brasileiro.

 

“Na hora em que retomam os campeonatos e você não tem o mesmo tempo de preparação, isso faz uma diferença enorme. Vamos enfrentar uma equipe de Série B que já vem treinando, mas ninguém vai levar isso em consideração, querem a vaga...Se eu pensar em Série D, tem várias equipes que não estão na chave do América, mas poderão ser o nosso adversário na fase mata-mata e que já vem treinando, por exemplo o Brasiliense e algumas equipes de São Paulo, como Ferroviária e São Caetano. Dentro do nosso grupo na Série D, o Salgueiro também começou a treinar e as equipes do Ceará estão reiniciando os trabalhos”, comentou Roberto Fernandes para em seguida afirmar que o América não pode ser cobrado por resultados caso o cenário atual não mude.

 

“Ai eu pergunto aquele torcedor do América que é contra a volta, beleza, mas na hora em que nós formos jogar uma Série D com 15, 20 e 30 dias de diferença (em relação ao adversário), ele vai levar em consideração o resultado? Se for, tudo bem”, argumentou.

 

A diferença de uns clubes voltarem aos treinos e outros não, explica-se ao cenário epidemiológico de Covid-19 nos seus estados de origem. Por exemplo, no Rio Grande do Sul e no Ceará o futebol foi autorizado para voltar gradativamente porque a pandemia está sendo controlada, diferente do Rio Grande do Norte, onde a ocupação de leitos de UTIs ainda é alta. O Governo do RN pretendia flexibilizar a retomada das atividades econômicas nesta quarta-feira, 24, mas acatou o pedido do Ministério Público (MP) prorrogando o novo decreto para o dia 1º de julho. O MP havia sugerido ao Executivo que não flexibilizasse o isolamento sob risco de responder na Justiça diante da possibilidade de risco no aumento de casos do novo coronavirus.

 

COM SEGURANÇA

 

Nas redes sociais, muitas pessoas emitem opinião e várias delas acreditam que o atual momento por que passa o Rio Grande do Norte na luta contra a Covid sugere paciência quanto ao retorno do futebol. O técnico do América desconsidera tal raciocínio. Segundo ele, o retorno do futebol é seguro porque há protocolo médico rígido a cumprir. 

 

“Tem momento que eu sinto, não sei se a expressão é pena, nas pessoas que opinam sem conhecimento da causa. Se tem um segmento que vai ter segurança na volta este é o futebol, meu amigo. Quantos segmentos estão voltando e que não ter um protocolo por uma entidade regulamentadora definido, não quero citar para não prejudicá-los, mas quantos segmentos estão voltando sem, por exemplo, ter a obrigatoriedade do teste (exame para Covid). Então, o futebol não vai voltar de qualquer jeito, é ignorância quem pensar assim, vai voltar com segurança, respeitando e seguindo os protocolos”, concluiu.

 

                                                                                                                                                                                                                           Foto Divulgação

                              Roberto Fernandes lembrou que o Juventude/RS está há semanas se preparando para jogo decisivo da Copa BR

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário