MP serve de alento e emite recado sobre gestão

June 20, 2020

A Medida Provisória 984 (MP), editada nesta semana pelo Governo Federal, tem validade por até 120 dias e irá para votação no Congresso. Uns acreditam que essa MP não será aprovada na Câmara e nem no Senado, e outros entendem que ela pode passar. Mas enquanto estiver valendo, os times que não recebem cota de televisão, é o caso dos participantes da Série D do Campeonato Brasileiro, eles podem se beneficiar.

 

Porque o ato normativo dá ao clube mandante o direito de vender seus ativos em separado, sem depender de ninguém, por exemplo a transmissão de um jogo ou até mesmo passar em sua rede social, que tem sido uma ferramenta poderosa para captação de recursos, ainda mais no atual momento em que o torcedor está impossibilitado de ir ao estádio por medida protetiva contra a Covid-19.

 

E mesmo que o acesso ao estádio com um tempo seja liberado, muitos torcedores receosos não irão frequentá-lo enquanto a vacina contra o coronavírus não for descoberta, sendo mais seguro ficar em casa assistindo pela TV ou pela plataforma de streaming, aumentando o público especifico de consumo do conteúdo áudio visual e, por consequência, despertando interesse do patrocinador antenado no mercado.

 

Quanto aos valores financeiros de uma transmissão via rede social, se haverá lucro ou não, menor ou maior, a viabilidade técnica, é outra seara. O importante é que os clubes ­– principalmente os que não são beneficiados por cota de TV tradicional –, precisam entrar definitivamente na Era digital, terem gestão inovadora, profissional e moderna para exploração também do marketing esportivo, cujos produtos são diversos.

 

O dirigente “preocupado” apenas em negociar salário de jogador, esperar por donativos de outrem, ficar o tempo todo reclamando da falta de apoio e até da imprensa por tais questionamentos, está em desuso há tempos. Ou se reinventa ou pede para sair para não seguir atrapalhando ou emperrando o desenvolvimento.

 

Agora, se o clube não tiver capacidade de mudar conceitos, seguindo como uma “folha seca”, entregue a própria sorte, é melhor fechar as portas.

 

                                                                                                                                                                                                           Foto Reprodução Internet

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário