Potiguar e Globo estão 'off-line' quando o assunto é marketing esportivo

June 2, 2020

Em tempos de pandemia, com o futebol parado, com os torcedores em quarentena, o setor que mais tem se discutido e também visto como uma solução para amenizar a crise financeira dos clubes, é o marketing esportivo. Um alento à gestão futebolística de que precisa se reinventar, ter a “sacada”, e saber aproveitar o momento para valorização da marca e dos parceiros comerciais.

 

A tarefa serve para todas as agremiações, tanto para os grandes clubes que, mesmo na crise e sem bola rolando continuam com parceiros ativos, quanto para o time de menor estrutura, que perdeu o patrocínio por conta da paralisação. Isso porque todos ou quase todos têm um público para se comunicar, no caso o torcedor, e precisam ter a devida interação, tendo a internet como ferramenta ideal para a conexão.

 

Em casa, vivendo a quarentena, o torcedor está boa parte do tempo conectado e ávido para consumir o conteúdo audiovisual, permitindo ao clube possibilidades e formas de obtenção de renda.

 

No Rio Grande do Norte, dos quatro times que têm calendário para o restante do ano, somente ABC e América estão se movimentando nas redes. Já Potiguar e Globo estão fora do compasso, quando o assunto é marketing esportivo. Os quatro estão inseridos na Série D do Campeonato Brasileiro que, assim como outras competições organizadas pela CBF, não tem previsão de quando será disputada neste ano devido à pandemia do coronavírus.

 

Recentemente, o ABC promoveu ação vendendo ingresso a preço simbólico para um jogo do passado e o América criou ações sociais, envolvendo artistas da área musical. Nas suas redes sociais, o Potiguar tem se limitado apenas em postagens “volta e meia” no Instagram e no Facebook, sem apresentar atos voltados para o marketing, e o Globo também pouco tem feito nas redes, sem tirar qualquer proveito durante esse período de confinamento.

 

Ambos estão parados e não conseguem acompanhar a tendência de momento.

 

POTIGUAR

 

O alvirrubro está ciente das oportunidades e necessidades de produção de conteúdo para as redes sociais, pois sabe que quando o futebol voltar no Estado, muito provavelmente os jogos serão realizados de portões fechados, sem a presença do torcedor. Uma das fontes de renda do time, a bilheteria não existirá e, com isso, o relacionamento virtual com o torcedor se tornará ainda mais importante.

 

“Temos um projeto, estamos analisando a plataforma que se encaixa no perfil do clube, para colocarmos em prática”, informou o assessor de imprensa do alvirrubro, Yhan Victor.

 

O Blog tentou contato com a assessoria de imprensa do Globo, mas não obteve êxito.

 

GANHANDO FORÇA

 

Em entrevista ao site “meio&mensagem”, o marqueteiro Ivan Martinho disse que marketing esportivo nos clubes ganhou força e aumentou a busca por conteúdo, como consequência natural do confinamento.  “O papel do marketing esportivo é encontrar formas de seguir falando com esses fãs por meio da geração de conteúdo, mesmo que não haja transmissão de eventos ao vivo”, comentou.

 

“De um lado temos os esportes que têm seus eventos paralisados, mas possuem sua história, ídolos, curiosidades. E de outro lado há uma mudança radical na rotina das pessoas, fazendo com que elas se mantenham em casa e possivelmente com mais tempo para consumir conteúdo”, avaliou.

 

O publicitário José Colagrossi também foi ouvido pela reportagem do referido site, afirmando que marketing esportivo no Brasil evoluiu bastante nos últimos anos. Para ele, chegou a hora de atingir sua maioridade a partir dos aprendizados gerados com a situação atual.

 

Em sua análise as principais tarefas do mercado devem ser: construir programas alternativos de patrocínio e ativação digital e de hospitalidade que acomodem os impactos da crise; se comunicar positivamente com os fãs; usar as mídias sociais para gerar valor mesmo nestes momentos de crise sem competição; e engajar o público para levar a crise à sério, mostrando a necessidade de se adotar uma postura de responsabilidade social para o bem comum.

 

 

                                                                                                                                                                                                Foto Allan Phablo

                                       Potiguar e Globo são um dos representantes do RN na Série D de 2020 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário