Atacante do Potiguar admite 'aperto', mas está esperançoso por dias melhores

May 20, 2020

A situação não é de desespero, mas vem mexendo com o atacante Raul Palominha, do Potiguar. No meio do futebol, ele é um de tantos jogadores que foi afetado por conta da pandemia do novo coronavírus. O jogador afirmou que a situação se complicou depois da paralisação do futebol e, como agravante, sua mãe, dona Jussandra, perdeu o emprego recentemente.

 

“A minha mãe perdeu o emprego logo após essa pandemia e passamos a viver com o salário que recebi em abril, referente ao mês de março, e um suporte que é dado por minha avô (dona Francineide). A gente sente, porque caiu o padrão em relação ao que vinha antes, mas estamos passando mesmo um pouco apertado”, admitiu o atleta.

 

De acordo com o atleta, sua mãe trabalhava na área de assistência social da Prefeitura de Mossoró e tenta recuperar o emprego. Como a situação está em processo litigioso, Jussandra não pôde ser contemplada com o auxílio emergencial do Governo Federal de R$ 600.

 

Depois de tentativas frustradas, Raul Palominha teve a confirmação da ajuda financeira do Governo na manhã desta terça-feira, 19, mas não sabe quando irá poder sacar. Na casa, o atleta mora com a mãe e o irmão Ruan Pedro, de 9 anos, na comunidade rural de Mossoró, Jucuri.

 

Pelo registro da CBF, o atacante tem contrato com o Potiguar até junho de 2021. Dessa forma, o clube tem responsabilidade salarial sobre o atleta enquanto o vinculo estiver em vigor. Recentemente, a CBF anunciou ajuda financeira aos clubes da Série D na ordem de R$ 120 mil para cada um – o Potiguar está inserido nessa categoria. Não se sabe se o dinheiro já caiu ou ainda cairá na conta do time mossoroense.

 

“Ele disse que até o final desta semana resolverá o mês de abril, que está vencido”, informou Palominha se referindo ao contato recente que teve com o presidente do Potiguar, Benjamim Machado.

 

O atleta evitou citar o valor do salário conforme combinado com o dirigente e também não informou se haverá redução em face à paralisação ocasionada pela pandemia. No entanto, como Palominha subiu aos profissionais recentemente, o salário não é diferente dos demais atletas de clubes de Série D cuja média é entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil.

 

TREINO ISOLADO

 

Durante a quarentena, o atacante do Potiguar afirmou que pouco sai de casa e vem respeitando à risca o isolamento social. “Tem que ser, principalmente porque a minha mãe é do grupo de risco, é hipertensa”, disse ele, abrindo exceção apenas para os exercícios físicos, os quais ele realiza solitariamente.

 

“Fiz um cronograma de treinamentos, faço os exercícios aqui na BR de segunda a sexta, para quando voltar o futebol, não ter tanta perda física. Mas realizo isoladamente, com todos os cuidados”.

 

O atacante está ansioso para o retorno do futebol, mas quando isso acontecer, ele defende que seja com responsabilidade e segurança à saúde dos atletas e seus entes queridos.

 

“Quando voltar, esperamos que a volta seja com muita responsabilidade e obedecendo as medidas de segurança. Logo eu que tenho gente de risco dentro de casa, a minha mãe, e preciso ter essa atenção. Nada adiantará se não tiver essa consciência, pois poderemos correr o risco de acender uma nova pandemia, tendo que voltar tudo de novo”, ressaltou.

 

ESPERANÇA

 

Até a paralisação do futebol, no meio de março, Palominha vivia bom momento com a camisa do Potiguar no Campeonato Estadual. Era titular e artilheiro da equipe com três gols, logo no seu primeiro ano como jogador profissional.

 

No entanto, ele evita olhar para trás, prefere aceitar o que está imposto, mas com pensamento positivo de que tudo irá voltar e, pra melhor a sua normalidade.

 

“Tudo na vida tem um propósito...a gente que faz aquilo que gosta e ama, sempre tem a esperança de que voltará em breve”, concluiu.

 

Foto Ricardo Oliveira

Raul Palominha era titular e artilheiro do Potiguar até a paralisação do Estadual

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário