Com decreto prorrogado, futebol amador de Mossoró segue suspenso e alguns árbitros sentem o efeito d

O futebol de bairro de Mossoró segue parado e sem uma data certa para voltar. O presidente da Associação Mossoroense e Oestana dos Árbitros de Futebol (AMOAF), Valdick Leão, afirmou que a retomada irá depender da liberação do Governo local.

“Nós estamos dependendo sobre o que determina o decreto municipal, que foi prorrogado até o dia 31 de maio, onde proíbe a realização de eventos esportivos e a volta as aulas. A partir dai, vamos esperar o que será determinado pelas autoridades para podermos tomar uma decisão sobre a volta do futebol amador”, disse Valdick.

Os campeonatos de bairros estão suspensos desde o dia 18 de março, quando o Poder Executivo local baixou o primeiro decreto determinando o isolamento social por conta da pandemia da Covid-19 – o segundo foi anunciado ontem estendendo as medidas de prevenção.

Um dos pilares para existência do futebol amador, a Amoaf tem 42 árbitros registrados e atendia 15 competições até a paralisação. A maioria são árbitros amadores e alguns ex-profissionais do apito.

Uma pequena parte da classe (10%) está desempregada e dependia da taxa dos jogos para sobreviver e a outra parte, mesmo possuindo emprego, aproveita as competições como complemento da renda familiar. Todos estão sentindo os efeitos da paralisação, sobretudo os que estão desempregados.

“O impacto é bastante significativo, tendo em vista que alguns árbitros estão desempregados. A maioria tem sua ocupação funcional, mas outros não”, disse.

A taxa de arbitragem por rodada (dois jogos) custa R$ 100. Em média, o árbitro ganha R$ 800 por mês, atuando aos sábados e domingos.

A Amoaf não tem como ajudá-los, pois não tem receita. A entidade recolhe por mês uma simples taxa dos próprios árbitros, que é utilizada para compra de material esportivo e para confraternização entre eles no fim de ano.

OTIMISTA

Valdick Leão está otimista quanto à volta das atividades. Ele acredita que não irá demorar muito.

“Eu acredito que nós voltaremos no final de maio, estou otimista em relação a isso. Mas alguns dizem que o futebol amador por esse ano, está encerrado. Nós temos 15 competições em curso e esperamos que a partir do dia 31 a gente possa retornar aos bairros de Mossoró, dando continuidade as competições, mas é claro, só podemos fazer isso com o aval das autoridades sanitárias", concluiu.

Foto Divulgação Amoaf

Campeonatos de bairro de Mossoró estão paralisados desde o dia 18 de março