Futebol do RN: Sem prazo para acontecer

May 6, 2020

A volta do futebol potiguar não tem prazo para acontecer. Nesta terça-feira, 5, o Governo do Rio Grande do Norte, através de decreto, decidiu ampliar o isolamento social por mais 15 dias, o que impossibilita a volta das atividades dos clubes potiguares.
 

O Campeonato Estadual está suspenso desde o dia 16 de março por conta da pandemia do novo coronavírus.
 

No decreto assinado pela Governadora Fátima Bezerra (PT), estão proibidas uma série de atividades classificadas como “eventos de massa”, entre as quais o esporte.
 

“Estão suspensas atividades coletivas de qualquer natureza, públicas ou privadas, como shows, atividades desportivas, feiras, exposições, reuniões de pessoas ou de pessoas em seus veículos, como carreatas, passeatas e congêneres”, diz o documento.
 

Na semana passada, a Federação estadual de futebol realizou uma reunião com os representantes dos oito clubes da 1ª divisão, preparando-os para uma possível volta aos treinamentos, com base no parecer favorável do Ministério da Saúde. No entanto, a entidade potiguar fez ressalvas, lembrando que a decisão sobre a liberação das atividades, mesmo atendendo um protocolo médico, cabia às autoridades sanitárias em âmbito municipal e estadual, como informou o Ministério da Saúde em parecer.
 

No documento em que dá o sinal verde para o retorno de rotinas esportivas (treinos e jogos), entende que “o futebol é uma atividade esportiva relevante no contexto brasileiro e que sua retomada pode contribuir para as medidas de redução do deslocamento social através da teletransmissão dos jogos para domicílio". Em seguida, o órgão faz ressalvas, garantindo que "o Ministério da Saúde não irá contrapor uma decisão de gestor local que é quem está vivenciando o problema".
 

Com isso, o decreto estadual de estender o isolamento social sobrepõe às orientações da entidade federal e impossibilita a retomada do futebol potiguar, por pelo menos até o dia 20 de maio.  
 

CLUBES
 

Até o momento, nenhum dos oitos clubes se manifestou contra, dando a entender que irão seguir à decisão do Governo. Na edição de ontem, o presidente do Assu, Pedro Cavalcante, afirmou que a volta da sua equipe dependerá do aval das autoridades sanitárias e se mostrou descrente com o retorno do futebol agora em maio. 
 

O América se preparava para a volta às atividades de campo. Antes do decreto estadual, o clube havia informado que iria aproveitar esta semana para fazer os testes para Covid-19 entre os atletas e membros da comissão técnica.
 

O presidente americano, Leonardo Bezerra, chegou a informar que a medida “consta no Plano Médico visando o retorno das nossas atividades”, mas agora com o decreto estendido, o clube não terá tanta pressa para colocar na pratica o plano de ação cautelar.

 

Foto Luciano Marcos/ABC

Campeonato estadual está suspenso desde março

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário