ABC demite 30 funcionários e analisa saída de jogadores

Natal – O efeito coronavírus trouxe sérios problemas ao ABC. Nesta segunda-feira, 23, o clube anunciou a demissão de 30 funcionários e também admite rescindir contrato de alguns jogadores. A lista dos demitidos apresenta funcionários antigos, como o gerente do estádio Frasqueirão, Luiz José, e o mordomo Joca.

Na ultima sexta-feira, o clube paralisou as atividades por tempo indeterminado devido à pandemia do coronavírus. Em nota publicada nesta segunda-feira, o ABC afirmou que a demissão em massa era uma “ação considerada vital para a continuidade das atividades”, quando o futebol voltar ao normal.

De acordo com o texto, “sem fonte de receita gerada através de jogos e sem receita prevista para a temporada, a não ser a ultima cota de participação na Copa do Nordeste de 2020, valor que não existe previsão de repasse, antes que seja realizada a última rodada da primeira fase, o clube não teria condições de pagar o seu quadro de colaboradores e se viu na necessidade de tomar tal medida”.

De acordo com o clube, não está descartada a opção de, em um segundo momento, depois de normalizada a situação envolvendo a pandemia do Covid-19, e havendo interesse mutuo, existir a recontratação dos profissionais para suas devidas funções.

Quanto ao elenco, a diretoria está analisando e não descarta possível desligamento de alguns jogadores para fazer a devida readequação financeira.

Foto Divulgação ABC

Clube parou as atividades por conta da crise do surto global