Proposta sugere suspensão definitiva do Estadual/RN 2020

Alguns clubes do interior estão se articulando para levar uma proposta à Federação Norteriograndense de Futebol (FNF) sobre o Campeonato Estadual, que foi paralisado nesta semana por conta da pandemia do coronavírus. Todos os times já liberaram os seus atletas e não se sabe quando o evento será retomado.

“A proposta que vamos levar é que deixe como está, porque não temos condição (financeira) de retornar. Os atletas das equipes já foram liberados. O campeonato da edição 2020 seja suspenso, obedecendo à classificação atual”, adiantou o presidente do Assu, Pedro Cavalcante.

A proposta é polêmica e teria de a FNF “descascar um abacaxi”. A classificação de momento apresenta o ABC na frente – foi campeão do 1º turno e lidera o segundo turno –, mas certamente o rival América não entregaria assim o título de bandeja ao oponente, até porque tem condições de vencer o returno e forçar uma decisão geral. A menos que, quando a competição fosse retomada, não se sabe lá quando, ambos decidissem o titulo com a bola rolando.

A suspensão definitiva do campeonato de 2020 também obrigaria a Federação a aumentar o número de participantes do Estadual de 2021, visto que não haveria rebaixamento neste ano por conta da problemática. Permaneciam as mesmas oito equipes e mais a campeão da segunda divisão deste ano – caso confirmada, “Segundona” será realizada no 2º semestre.

“Poderiam ser nove ou até mesmo 10 participantes, trazendo o campeão e também o vice da segunda divisão. Deveremos colocar isso também na proposta”, disse Pedro Cavalcante.

Sério candidato ao rebaixamento, o Palmeira escaparia da “degola” caso tal mudança seja discutida e acatada.

Sobre a definição das duas vagas da Copa do Brasil e da Copa do Nordeste de 2021 as quais o Rio Grande do Norte tem direito, no entendimento do presidente do Assu, não haveria problema em sua distribuição, porque as mesmas já estão encaminhadas para ABC e América, considerando o critério técnico do Estadual 2020.

“Os dois estão bem a frente da concorrência, com isso a distribuição dos acessos à competição nacional e regional não seria problema”.

No entanto, se houver a possibilidade de uma terceira vaga do Estado para a Copa do Brasil do ano que vem, “a ideia do presidente do Potiguar é de que os seis clubes, com exceção de ABC e América, façam no próximo ano uma seletiva, um pré-torneio, decidindo a classificação”, completou.

“A gente vai pleitear. O torneio seletivo só seria possível se a Federação recuperasse essa vaga que foi perdida neste ano para a federação maranhense”.

Foto Yhan Victor

Potiguar e Assu liberaram seus atletas desde a ultima quarta-feira