Potiguar tem duas chances, mas erro por escalar atleta irregular pode lhe custar 500 mil

March 28, 2019

O Potiguar tem duas chances para conquistar o tão sonhado acesso à Copa do Brasil de 2020: uma através do critério técnico, dependendo de combinação de resultados na ultima rodada da fase classificatória do 2º turno, e a outra o time depende de suas próprias forças, assim conquiste o returno na decisão contra o América. Mas se falhar, o erro por colocar um atleta irregular no banco de reservas custará R$ 500 mil, que é a premiação ofertada pela CBF na primeira fase para clubes da faixa do Potiguar.

 

Nesta quinta-feira, o time mossoroense teve recurso negado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que decidiu manter a punição imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD/RN), tirando do alvirrubro seis pontos na classificação geral. Se tivesse vencido o pleito, o Potiguar já estava garantido na Copa BR do próximo ano.

 

Campeão e vice do Estado garantem o acesso, bem como o 3º colocado na classificação geral. Potiguar com 21 pontos briga com o Globo, que soma 23. Na ultima rodada, o Potiguar encara o Santa Cruz em Natal e o Globo em casa enfrenta o Palmeira da Una. Para se classificar por via do critério, o alvirrubro terá de vencer e torcer por tropeço da “Águia de Ceará-Mirim”.

 

Se dê errado por esse caminho, aí restará vencer o 2º turno na decisão contra o América para o Potiguar se garantir na competição nacional e obter a robusta premiação, que salvaria a temporada 2020 do clube.

 

Foto Allan Phablo

Na briga com o Globo, o Potiguar não depende mais de si por conta da perda dos pontos

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário