Com gols de Jefinho e homenagem a Wilson, Potiguar bate o Assu no Nogueirão

March 10, 2019

Com dois gols do centroavante Jefinho e homenagem ao meia Wilson, o Potiguar venceu o Assu por 2x1 na tarde deste domingo, 10, no Estádio Leonardo Nogueira. Com a vitória, o time mossoroense se mantém no topo da tabela do segundo turno do Campeonato Estadual. Jefinho chegou a 11 gols e segue o principal artilheiro da competição. Antes, durante e depois da partida, os atletas em ato de união ergueram a camisa 10 em referência a Wilson que, devido a uma lesão está fora do campeonato.

 

Foto: Yhan Victor

Na tradicional foto posada, Ricardinho exibe a camisa 10 em referência a Wilson

 

O jogo em seu primeiro tempo foi movimentado. O lateral-esquerdo Ricardinho roubou a bola de Glaubinho e armou o contra-ataque. Marielson foi acionado e bateu colocado, assustando o goleiro Fabinho. O Assu respondeu em seguida; o atacante Raphinha ficou de frente para meta do gol, chutou, o goleiro Andrei espalmou. Aos 10 minutos, Marielson recebeu na entrada da área e novamente colocou; a bola passou rente ao travessão, arrancando suspiro da torcida.

 

O Potiguar sufocava o Assu. Giovanni, que substituiu a Wilson, tentou de cabeça e quase marcou. Na sequencia, no escanteio, a bola sobrou para Marielson, o goleiro já estava batido, o meia do Potiguar completou de primeira, mas o zagueiro Mael evitou o gol.

 

Aos 20 minutos, o volante Carlos puxou Giovanni dentro da grande área. Pênalti que Jefinho converteu abrindo o placar. Na comemoração, o centroavante do Potiguar recebeu do banco a camisa 10, exibiu para a torcida, em homenagem a Wilson, que está se recuperando de uma cirurgia na perna após sofrer carrinho imprudente do zagueiro André Natal, do Força e Luz, no jogo anterior.

 

Jefinho (9) converte o pênalti e sai para comemorar seu gol na partida

 

 

O Assu chegou ao empate aos 27 minutos, no bate rebate dentro da grande, a bola sobrou para Raphinha, quando o atacante aprontava a arremate, foi deslocado por Lucas Santos. O juiz Caio Max assinalou pênalti. Com categoria, o apoiador Elton empatou a partida. Aos 38 minutos, o meia Tininho Sales arriscou de fora; o goleiro Andrei defendeu.

 

O Potiguar voltou ao ataque aos 44 minutos, Jefinho driblou a marcação e deixou Vinicius em boas condições de marcar; o atacante arrematou, Fabinho defendeu no susto.

 

Na segunda etapa, o Assu encaixou a marcação e dificultou o jogo do Potiguar. Aos 13 minutos, os visitantes tiveram boia chance na bola parada de Elton, mas bateu barreira. No minuto seguinte, o meia Deda se enfiou pelo meio e chutou, levando perigo.

 

Aos 32 minutos, a jogada individual de Giovanni desmantelou a marcação assuense; o apoiador passou por quatro marcadores e tocou para Leandro Chaves, que em passe magistral deixou Jefinho frente a frente ao goleiro assuense, o artilheiro do Potiguar e da competição não desperdiçou, batendo de perna canhota. Potiguar 2x1.

 

Com o gol, o Potiguar buscou administrar o placar. Somente no final, o atacante Hailton Junior chutou rasteiro. Andrei estava encoberto, mas para sua sorte a bola foi para fora. Final: Potiguar dois, Assu um.

 

FICHA TÉCNICA

 

Local – Estádio Nogueirão

Juiz – Caio Max Augusto

Renda – R$ 8.480,00

Publico – 400 pagantes

 

Potiguar (2) – Andrei, Rafael Lima, Wallace (Jair) e Júlio Pit; Thiaguinho, Lucas Santos (Gilmax), Giovanni, Marielson e Ricardinho; Vinicius (Leandro Chaves) e Jefinho. Tec. Emanoel Sacramento

 

Assu (1) – Fabinho, Glaudinho, Wedel Silva, Mael e Marcilio; Carlos, Elton, Deda e Tininho Sales (Diego Serra); Raphinha (Hailton Junior) e Ítalo (Jânio). Tec. Renato Teixeira


Foto: Alan Phablo

Na comemoração da vitória, o zagueiro Julio Pit ergue para torcida a camisa 10 de Wilson

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário