Sacramento sobre bate boca com Higor: ‘Calor do jogo’

January 31, 2019

Perto de terminar o jogo, os técnicos do Potiguar e do Globo, Emanoel Sacramento e Higor César respectivamente, desentenderam-se após subir a placa de quatro minutos de acréscimos concedida pela arbitragem. Houve um bate-boca, o que chamou a atenção dos repórteres.  O técnico do time mossoroense explicou o episódio, mas admitiu que houve nada demais, apenas  o “calor do jogo”.

 

“Ele (Higor César) reivindicou mais tempo, ai eu disse: pode botar mais 10, até porque eu queria mais tempo de jogo também. Ele foi um pouquinho áspero nas palavras, mas é assim mesmo; calor do jogo. Não houve nada demais”, explicou, bem descontraído.

 

Sobre o jogo em que o Potiguar terminou no empate sem gols, Sacramento disse que se o seu time tivesse caprichado um pouco mais teria saído de campo com uma vitória, mas ressaltou que enfrentou um adversário difícil.  “Faltou um capricho no passe final, mas foi um bom jogo, enfrentamos um clube que é de Série C e que está entre os 60 melhores do Brasil; jogamos de igual para igual e tivemos chances de vencer”, analisou o treinador, lembrando que o Potiguar briga no “tapetão” para ter os pontos de volta (seis) para seguir brigando por vaga na decisão do 1º turno.

 

“Nada está definido, o campeonato está sub judice. O clube já se defendeu, entende que não errou (na escalação do atleta Sávio no banco de reservas), e assim existe a possibilidade de termos os pontos de volta”.

 

  

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário