Julgamento do Potiguar no Pleno do TJD será dia 8

January 31, 2019

O Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Norte (TJD/RN) marcou para o dia 8 de fevereiro o julgamento do recurso do Potiguar contra a perda de seis pontos no ‘Caso Sávio’. No último dia 24 de janeiro, o tribunal puniu em primeira instância o alvirrubro por escalar o atleta Sávio no banco de suplência. Desta vez, a matéria será analisada no Pleno da casa.

 

O relator votou pela perda de três pontos mais multa no valor de R$ 300,00, mas os demais auditores entenderam que o Time Príncipe deveria perder seis - três da vitória conquistada e mais três da partida em questão.

 

O tribunal entendeu que o clube mossoroense infringiu o artigo 22 do Regulamento Geral de Competições do Campeonato Estadual. Nele, é vedado a escalação de menores de 16 anos. Sávio tem 15 anos e 9 meses.

 

“É vedada, nas partidas das competições profissionais, a participação de atletas não profissionais com idade superior a 20 anos completos e inferior a 16 anos completos”, diz o artigo em questão.

 

O "Time Príncipe" foi denunciado no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Segundo o artigo, a pena seria a “perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais)”.

 

Com a perda dos seis pontos, o Potiguar, que chegou a liderar a Copa Cidade do Natal, caiu para a vice-laterna com apenas dois pontos e as chances de ficar com uma das duas vagas para a final do primeiro turno ficaram remotas.

 

DEFESA

 

O Potiguar, através do seu Jurídico, entende que não errou e usa como argumento regulamentos padrões entre eles o da CBF e da Lei Pelé e pede a desclassificação do artigo em que está enquadrado, caso o seu pedido para absolvição não seja atendido pelos auditores. 

 

Leia aqui Edital de Citação e Intimação

 

Com informações do Blog Futebol e Números

 

Foto: Antonio Francisco 

No julgamento, os auditores da 1ª comissão disciplinar entenderam que o Potiguar errou, punindo clube com multa e perda de pontos

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário