O tempo não para: o Baraúnas de 1992 com Luciano e Wilson Caneco na formação

January 18, 2019

Luciano ganhou identificação jogando pelo Potiguar nas décadas de 80 e 90. Era volante firme, bom passe, que impunha respeito, lá do antigo bairro “Rabo da Gata”, hoje avenida João da Escossia. “Pezão” esteve no time tricolor de 1992, no Campeonato Estadual, ao lado de Wilson Caneco, goleiro do futebol carioca, ídolo da torcida leonina pelo bom trabalho feito em 88 no time que tinha Zácone, Nonato, Demair, Jacozinho e Cia.

 

No Estadual de 92, o pesquisador Marcos Trindade lembra que o Baraúnas jogou metade dos jogos, pois a diretoria tirou o time no segundo turno, alegando dificuldades financeiras, tal ato também adotado pelo Potyguar de Currais Novos.

 

 

Na foto, em pé: Nehemias (irmão de Nonato), Paulo Roberto Pereira, Paulo Roberto Maia, Luciano, Casinha (in memorian) e Wilson Caneco. Agachados: Amaral (massagista), Adriano “Caça Peba”, Rossini, Zácone, Tião e Neto Jucuri.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário