Mossoró EC perde para o Palmeira e terá que inverter em casa

October 25, 2018

O Mossoró EC não jogou bem e acabou perdendo para o Palmeira por 2x0 na noite desta quarta-feira, 24, no jogo de ida em Goianinha, pelas semifinais do Campeonato Estadual da segunda divisão. Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, 31, no jogo da volta, no Estádio Nogueirão, em Mossoró. 

 

Por conta da derrota de hoje, o “Carcará” mossoroense precisará ganhar por três gols de diferença para não depender dos pênaltis na busca pela vaga. Empate ou derrota mínima, dão a classificação para o representante de Goianinha.

 

O Palmeira começou o jogo no ataque. Aos 6 minutos, o meia Chiclete recebeu, foi tocado por baixo por Marinho e caiu dentro da grande área. O arbitro Zandick Gondim assinalou pênalti. Os atletas do Mossoró protestaram, afirmando que a falta teria sido fora da grande área, mas não adiantou. Na cobrança, o centroavante Diego Silva bateu forte e colocado no canto esquerdo do goleiro Érico, abrindo o placar para os donos da casa.

 

O Mossoró EC foi para cima, esboçou certa pressão na tentativa do empate, mas pecou no ultimo passe, comprometendo a organização do ataque.

 

No contra-ataque, aos 27 minutos, a zaga mossoroense deu espaços. Diego Silva recebeu dentro da grande área, girou o corpo e arrematou vencendo o goleiro Érico, aumentando o escore para 2x0.

 

No segundo tempo, o Mossoró voltou mais ofensivo com a entrada do atacante Otacílio Marcos no posto do volante Hudson.

 

O time teve maior controle da bola, buscou o ataque de forma incessante, mas não conseguiu transformar esse domínio em gols.

 

No contra-ataque, os donos da casa assustaram e por pouco não ampliaram o escore com Netinho e novamente com Diego Silva. Érico salvou nas duas oportunidades.

 

Depois da partida, os atletas de Mossoró saíram de campo chateados com o placar adverso, mas demonstraram fé de que podem inverter a situação.

 

“Não fomos bem, mas não tem nada resolvido. Podemos devolver (a derrota) lá em Mossoró”, disse o atacante Radames ao repórter Fábiano Junior, da 95 FM.

 

“Entendo que a luta por vaga na final está em aberta, mostramos que temos condições de reverter à situação”, comentou o goleiro Érico.

 

Já o zagueiro Marinho criticou a arbitragem pelo pênalti assinalado. O atleta, que estava envolvido no lance, discordou da marcação de Zandick Gondim.

 

“Não foi (pênalti), o lance aconteceu fora da área, mas muito fora da área”, esbravejou.

 

Para o volante Yago, do Palmeira, o seu time cumpriu a primeira meta, mas precisará suar a camisa no jogo da volta se quiser avançar de fase.

 

“Conseguimos esse primeiro objetivo que era vencer, mas tem mais 90 minutos pela frente no segundo jogo lá em Mossoró, vai ser difícil, e precisamos confirmar o que fizemos hoje aqui”, disse.

 

 

FICHA TÉCNICA

 

Local – Nazarenão, em Goianinha

 

Arbitro – Zandick Gondim

 

Renda e público – Zero (jogo com portões fechados)

 

 

Palmeira

 

Messi, Bebeto, Arthur, Yan e Marcones; Yago, Odair, Chiclete (Luan) e Ivson (Caça Rato); Netinho (Leozinho) e Diego Silva. Tec. Marcos Manoel

 

Mossoró EC

 

Erico, Ketson, Marinho, Nildo e Nino; Hudson (Otacílio Marcos), Romeu, Wallace Xuxa, Radames e Ciel (Raul Paloma); Adalgiso Pitbull. Tec. Edinho Cardoso.

 

Foto: Marcelo Diaz 

No segundo tempo, o Mossoró teve maior controle da bola, buscou o ataque, mas não conseguiu transformar esse domínio em gols.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário