Garoto é aprovado no Sport/PE e tem DNA no futebol

October 16, 2018

Marcos Terceiro, de apenas 13 anos, é jogador do Sport de Recife, clube de elite do futebol brasileiro. O atleta, que é mossoroense, foi aprovado nas “peneiras” realizadas pelo clube recentemente, e neste final de semana, o garoto retomará as atividades na Ilha do Retiro, local de treinamentos do time.

 

Há duas semanas, o Sport, através de seus representantes, esteve em Mossoró fazendo testes com atletas entre 13 e 18 anos da cidade e região nos campos do Nogueirão e Ufersa. No meio de tantos inscritos, Marcos Terceiro se sobressaiu.

 

Na semana passada, ele foi para os testes finais na Ilha do Retiro. Participou de treino durante três dias, jogando com atletas da sua idade e também com o time sub-15. Agradou em cheio, porque nesta segunda-feira, 15, o seu pai, Marcos Coquinho, recebeu do clube de Recife a notícia de que o seu filho foi aprovado.

 

“É uma satisfação enorme para nós da família ver o nosso filho ser aprovado com apenas 13 anos em um clube de porte, como é o Sport. Estive lá e pude comprovar o tamanho da estrutura. Marcos Terceiro quer isso, é seu sonho, e todos nós o apoiamos. Ele chorou quando recebeu a notícia”, revelou o pai.

 

Esta semana está sendo aproveitada para agilizar a documentação de Marcos Terceiro e dos pais e também o exame de eletrocardiograma do atleta, a pedido do Sport, para assinatura do termo de compromisso.

 

“A documentação está sendo providenciada e na quinta-feira à noite vamos para Recife. No sábado, ele terá o primeiro jogo-amistoso como atleta do Sport, categoria sub-13”, informou o pai do atleta.

 

No Sport, atletas da base são estimulados ao estudo. Como Marcos Terceiro estuda no Colégio Sagrado Coração de Maria, ele terá de concluir o ano no colégio mossoroense antes de se transferir em definitivo para Recife. Ele cursa o 8° ano do ensino fundamental.

 

Feliz com a aprovação, Terceiro disse que o objetivo é manter a pegada na busca por crescimento a fim de tornar realidade o sonho de virar atleta profissional. “Estou muito feliz, mas também sei que isso é só o começo dentro daquilo que eu sonho, que eu busco para a minha vida”, disse.

 

Nos treinos de avaliação no Sport, o garoto, que é atacante, chamou a atenção pela habilidade, velocidade e frieza na hora de finalizar as jogadas. O treino junto com atletas acima da sua idade, fazendo gols, conseguindo se destacar, foi determinante para a sua aprovação.

 

Tanto destaque com pouca idade, não é para menos. Marcos Terceiro tem DNA no esporte. O seu pai foi atleta amador de Baraúnas e Potiguar na década de 80 e não se profissionalizou devido à sazonalidade do futebol local. Então, decidiu priorizar o estudo e hoje exerce a função de policial rodoviário federal.

 

O avô do garoto, Paulo Preto, e o tio, Valmir Preto, foram jogadores do Baraúnas nas décadas de 60 e 70. E a mãe, Shirles Maria dos Santos, ainda hoje é atleta de handebol, com atuações destacadas em torneios locais e regionais.

 

Vale frisar que Marcos Terceiro vinha desenvolvendo o seu futebol na Escolinha Fla e foi indicado pelo técnico de base, Francisco Dalcivan, para participar da “peneira” do Sport.

 

Foto: M Santos

Marcos Terceiro, ao lado do pai, Marcos Coquinho, estuda no Colégio das Irmãs; garoto tem DNA no esporte

 

.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário