Coluna De Letra, edição desta quinta-feira, 27, no De Fato

September 26, 2018

Léo Bahia. Lembra-se dele?

 

Léo Bahia, do Brasil de Pelotas, entrou no segundo tempo do jogo contra a Ponte Preta e cumpriu bem a missão tática no time Xavante. Atacante arisco e habilidoso. O seu time derrotou a Macaca em pleno Moisés Lucarelli pelo placar mínimo – 1x0. O detalhe é que Léo é natural de Marcelino Vieira e ganhou o sobrenome Bahia pelos sulistas, há quatro anos, por vir da região nordestina. No ano passado, ele defendeu o Alecrim no Campeonato Potiguar, fez vários gols e se saiu bem, apesar do rebaixamento do time verde para a segunda divisão. Depois, ele se transferiu para o Bangu/RJ, ainda jogou o Campeonato Uruguaio pelo Rampla Juniors antes de ter chegado ao Brasil de Pelotas.

 

Frase

 

“A única disputa que temos é pelo título, nos jogos. Dentro do clube somos grandes amigos, não temos disputa nenhuma. Trabalhei com Paolo (Guerrero), Jonatan (Alvez); são grandes pessoas. Independente de quem jogar, vai dar o máximo pela camiseta do Internacional. E dar o máximo num grupo qualificado é importante para o treinador.”

 

LEANDRO DAMIÃO – Atacante do Internacional, afirmando que não há briga por vaga entre os titulares.

 

 

Estava parado há tempo

 

Milton Mendes saiu do mofo. Foi contratado pelo Sport depois de parado há mais de um ano sem dirigir um clube. Sua missão é evitar o rebaixamento do Leão da Ilha. Atualmente, o time é vice-lanterna, ocupando a zona do rebaixamento do Brasileiro.

 

Romarinho está devendo

 

No Fortaleza, Romarinho precisa reagir; ainda não correspondeu às expectativas. Contra o São Bento, o atacante errou passes, “penteou” muito a bola e nada fez. No entanto, a boa fase do Leão do Pici na Série B absolve o jogador, mas, mesmo assim, ele precisa entregar resultados se o objetivo é se manter ou transferir para outro clube de maior estrutura.

 

Quase lá

 

Por falar no Fortaleza, o tricolor comandado por Rogério Ceni está quase lá. Venceu o São Bento em casa e chegou aos 53 pontos, aproximando-se do acesso. Faltam nove jogos, com 27 pontos em disputa, precisando de mais nove ou 10 para subir à elite.

 

Tropeço dos maiorais

 

No Espanhol, Barcelona e Real Madrid são os “fortões”, mas, volta e meia, tropeçam. Na rodada de ontem, o Barcelona levou virada do Leganés em apenas um minuto, perdendo por 2x1, e o time Merengue levou de três do Sevilla, com gols sofridos ainda no 1° tempo.

 

Série B tem jogo isolado

 

A noite desta quinta-feira promete muita emoção em Caxias do Sul (RS). Na zona de rebaixamento da Série B, o pressionado Juventude entra em campo para um duelo decisivo diante do Londrina, que ainda sonha com remota chance de acesso.

 

.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário