Intervenção no Baraúnas termina no dia 6 e até lá o clube deverá realizar as eleições

September 17, 2018

O período de intervenção do Baraúnas está chegando ao fim. Encerra-se no dia 6 de outubro. Até lá, o interventor Damásio Leite e sua equipe de trabalho terão de realizar as eleições no clube. O período de intervenção por decisão judicial é de dois meses. Desde os últimos 52 dias, Damásio e sua equipe de trabalho vêm organizando a parte burocrática do Baraúnas e fazendo levantamento da dúvida do clube.

 

A propósito, o levantamento das contas tem sido o ponto mais crítico. “A grande dificuldade é o levantamento das contas. A gente pergunta aos últimos gestores e eles não sabem informar, talvez por má vontade. Vamos agora procurar a Federação na tentativa de buscar esses números com base no contrato assinado pelos jogadores. Além disso, todo dia aparece uma ‘novidade’, uma cobrança”, informou Damásio.

 

Para realizar as eleições, um relatório detalhado da dívida do Baraúnas precisa estar pronto para que o novo presidente tenha ciência sobre a real situação financeira do clube. No entanto, Damásio acredita que esse detalhamento estará disponível para o futuro gestor até o dia do evento, cuja data será definida nos próximos dias.

 

Outra causa necessária para que as eleições sejam feitas é a atualização dos documentos, o que está pronto. Com isso, o Estatuto do Clube foi reformado, criando um quadro de associados para ter direito ao voto, legitimando assim as eleições.

 

“O quadro foi criado e os associados já efetuaram o primeiro mês de pagamento”, informou Damásio.

 

VALOR RAZOÁVEL PARA AJUDAR

 

Damásio disse que foi estabelecida uma mensalidade de R$ 1 mil devido ao momento crítico por que passa o Baraúnas, mas não será uma regra.

 

“Quando o novo presidente for eleito, decidirá se mantém a mensalidade com esse valor alto por mais alguns meses ou diminui. Vale frisar que esses associados também fazem parte do conselho deliberativo e todos são conscientes da necessidade de levantar dinheiro nesse processo de recuperação do clube”.

 

O dinheiro arrecadado dos associados, segundo Damásio, serviu para pagar o zagueiro Nildo, o massagista Joãozinho, o técnico Paulo André, além de recuperar o sistema elétrico de irrigação do campo da Toca do Leão, a parte física do bar da sede social e despesas cartoriais.

                                                                                                                                                                                                                                             Foto: Reprodução F9

       Damásio acredita que o detalhamento financeiro estará disponível para o futuro gestor até o dia das eleições

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017  - Todos os direitos reservados a Marcos Santos. Orgulhosamente criado com Wix.com

Espaço publicitário